notícias sinfren

No último Boletim informativo No Bico da Bomba, de novembro de 2016, na matéria "Calendário de feriados nacionais de 2017, na página 2, saiu um erro em relação a data.

Onde se lê 17 de setembro corrigir para 7 de setembro.

Atenciosamente,

Assessoria de Imprensa

Copa Sinfren de Futebol Society

Tende em vista as eleições da nova diretoria do SINFREN,que acontecerão nos dias 25 e 26 de janeiro de 2017, ficam  suspensas as inscrições para a 4ª Copa Sinfren de Futebol Society 2017. Após assumir a nova diretoria daremos mais informações sobre o evento.

Atenciosamente,

Diretoria do SINFREN

 Natal das Crianças 2016 enmtrará para o calendário de eventos do Sindicato

A Festa do Natal das Crianças 2016, promovida pelo Sinfren, no dia 11 de dezembro, a partir das 10h, no Bola Cheia Futebol Society, no trevo dos Ingleses, foi um grande sucesso. Pais e avós acompanharam a criançada, que não teve do que reclamar, afinal ao dia era todo delas, das crianças. Por isso não faltaram brinquedos, pinturas no rosto, cachorro quente, sanduíches, refrigerantes, pipoca, algodão doce, balas, picolés, mágico e muita diversão. O ponto alto da festa, como não poderia deixar de ser, foi a chegada do Papai Noel, por volta das 16:30h. A diretoria do Sinfren agradece a participação dos associados e seus filhos que tanto abrilhantaram a festa. "Foi a nossa primeira festa de Natal, mas com certeza e devido ao sucesso desta, faremos sempre a partir de agora", prometeu o presidente do SINFREN, Derli Muzzo.

Confira as fotos da festa no facebook do Sinfren.

O Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis e Lojas de Conveniência da  Grande  Florianópolis - SC (SINFREN), formalizou ontem (08/12/2016), o registro da chapa para a eleição da nova diretoria da entidade, que acontece entre os dias 25 e 26 de janeiro. A  matrícula da  chapa 1, única inscrita para o pleito, foi acompanhada por Wellington Bezerra, presidente do Sinpospetro-ES e membro da Comissão Eleitoral, da qual fazem parte também Eusébio Pinto Neto, presidente da Federação Nacional dos Frentistas e do Sinpospetro do Rio de Janeiro, e   Ederson Costa, frentista associado do Sinfren.

Com renovação de 80% , a nova formação é encabeçada por   Derli Muzzo, atual presidente da entidade, que representa  mais de 3  mil trabalhadores de vinte e cinco  municípios. Com cinco nomes femininos (antes dois da atual gestão), a nova composição atende às  diretrizes de ampliar na categoria a participação feminina nos cargos de  comando, da Federação Nacional dos Frentistas – Fenepospetro.

O evento de  posse da nova diretoria, agendado para o dia 05 de março, marcará também a antecipação das comemorações de 20 anos do Sinfren, fundado em julho de 1997. Para Derli Muzzo, a renovação dos integrantes  atende ao objetivo  da necessária  renovação de  idéias, para o  fortalecimento da luta da categoria, frente aos desafios impostos pela nova conjuntura no âmbito social e político no país. 

 Assessoria de Imprensa Fenepospetro- Leila de Oliveira 

 

Conforme Edital publicado (jornais Diário Catarinense pg. 26 e A Notícia pg. 14, edições de 28.11.2016), o SINFREN realizará eleição para renovação dos cargos de Diretoria, Conselho Fiscal e Delegados Representantes à Federação, nas datas de 25 e 26.01.2017, com os votos sendo colhidos entre as 09:00h  e as 17:00h pelas Mesas Coletoras Fixas na sede e sub-sede de Tijucas, e das 08:00h do dia 26 às 17:00h do dia 27 pelas Mesas Coletoras Itinerantes que percorrerão os locais de concentração de eleitores. O prazo para registro de chapas será de 10 dias, e o requerimento de registro de chapa deverá ser entregue na Secretaria da entidade, à Rua Felipe Schmidt 303 salas 1101/1102 - Centro - Florianópolis, no horário compreendido entre as 09:00h e as 12:00h, e entre as 13:30h e as 17:00h, durante o prazo estabelecido; sendo que haverá pessoa habilitada para o atendimento. O prazo para impugnação de candidaturas será de 5 dias, contados a partir da publicação das chapas inscritas. Derli Muzzo - Presidente. Pela Comissão Eleitoral - Srs. Eusébio Luis Pinto, Wellington Bezzerra de Almeida Holanda e Éderson Costa.  

PUBLICIDADE, TRANSPARÊNCIA E LISURA NA ELEIÇÃO SÃO A GARANTIA DA FORÇA DE NOSSO SINDICATO! LEMBRE-SE: SUA PARTICIPAÇÃO É FUNDAMENTAL! 

 

Prezado (a)  associado (a) do SINFREN comunicamos que durante o Natal das Crianças 2016, no dia 11 de dezembro, das 10h às 17h,  no Bola Cheia Futebol Society, na SC 401, no trevo dos Ingleses, ao lado do Ilha Shopping, teremos diversas atividades  para os adultos e, principalmente, para a criançada. Confira abaixo a programação.

Já estamos encaminhando as pulseirinhas e os convites aos associados. Aguardem!

Mais informações com Derli (99991-6993).

 Programação/Atividades

Cama elástica média e pequena;

Piscina de bolinha pequena e grande;

Castelinho inflável;

Mini tobogã inflável;

Guerra de cotonete;

Barraca de algodão doce e pipoca;

Show de palhaços e mágicas;

Musicas infantil;

Pinturas corporais, faciais e esculturas de balão;

Bebidas (água e refrigerante);

Cachorro quente /sanduíche;

Uniodonto - orientações odontológicas para adultos e crianças;

E a grande chegada PAPAI NOEL!!!!!

notícias gerais

18/01/2017 

O seguro-desemprego é um benefício que oferece auxílio em dinheiro ao trabalhador que perdeu o emprego. Em 2017, o menor valor da parcela corresponde ao salário mínimo reajustado pela inflação, de R$ 937.

Em janeiro, o pagamento do benefício será feito de forma escalonada. Os valores já virão com o reajuste de 6,58% nas parcelas, anunciado na semana passada. A justificativa do ministério para a medida é o "grande volume de pagamentos" previsto para o período de 11 a 22 de janeiro.

Tire suas dúvidas sobre o seguro-desemprego:

Quando o trabalhador pode pedir o seguro-desemprego?

Só tem direito ao benefício o trabalhador que foi dispensado sem justa causa, não tenha renda própria, não receba o benefício de prestação continuada da Previdência Social (exceto pensão por morte ou auxílio-acidente) e tenha recebido salários de pessoas jurídicas em três situações:

1 - Por pelo menos 18 meses, para quem faz o pedido pela primeira vez;

2 - Por pelo menos 12 meses, para quem pede pela segunda vez;

3 - Pelo menos 6 meses, para quem faz o terceiro pedido do benefício.

Quem mais tem direito a receber o benefício?

Também podem receber o benefício o pescador artesanal durante o período de defeso; o trabalhador doméstico que for dispensado sem justa causa, mesmo que de forma indireta; e o trabalhador resgatado de situações semelhantes à de escravidão.

Como é feito o pagamento?

Ele é pago de três a cinco parcelas de forma contínua ou alternada. O trabalhador pode fazer o pedido por até três vezes.

Quantas parcelas o trabalhador tem direito a receber?

3 parcelas:

Quem trabalhou entre 6 e 11 meses e faz o pedido pela 3ª vez.

4 parcelas: 

Quem trabalhou entre 18 e 23 meses nos últimos 36 meses, e faz o pedido pela 1ª vez.

Quem trabalhou entre 12 e 23 meses e faz o pedido pela 2ª vez.

Quem trabalhou entre 12 e 23 meses e faz o pedido pela 3ª vez.

5 parcelas:

Quem trabalhou por pelo menos 24 meses e faz o pedido pela 2ª vez.

Quem trabalhou por pelo menos 24 meses e faz o pedido pela 3ª vez.

Qual o prazo para fazer o pedido?

O trabalhador pode pedir o seguro-desemprego entre o 7º e 120º dia após a data da demissão do emprego.

Qual o valor do pagamento?

O valor das parcelas é calculado por uma média dos salários dos três meses anteriores à dispensa. O valor do seguro-desemprego é definido com base em uma tabela com três faixas salariais: 

a) até R$ 1.450,23; 

b) entre R$ 1.450,24 e R$ 2.417,29; 

c) acima de R$ 2.417,29.

Qual o valor máximo pago no seguro-desemprego?

O valor da maior parcela é paga a trabalhadores que ganhavam a faixa salárial mais alta (acima de R$ 2,417,29) e aumentou em 2017 de R$ 1.542,24 para R$ 1.643,72, uma diferença de R$ 101,48. O reajuste das parcelas é feito todos os anos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior.

Qual o valor mínimo do benefício?

A menor parcela do seguro-desemprego não pode ser inferior ao salário mínimo, que foi reajustado pela inflação em 2017 para R$ 937,00.

Onde é possível fazer o pedido?

O benefício pode ser requerido nas DRT (Delegacia Regional do Trabalho), no SINE (Sistema Nacional de Emprego) ou nas agências credenciadas da Caixa, no caso de trabalhador formal.

Como fazer o pedido?

O trabalhador deve comparecer pessoalmente em um dos locais de sua preferência, com os documentos exigidos. Veja aqui a relação.

Quanto tempo leva para receber o dinheiro após o pedido?

Pelas regras, o seguro-desemprego deve ser pago em até 30 dias após seu requerimento, mas há locais nos quais o valor é depositado antes.

Como serão feitos os pagamentos de janeiro de 2017?

O pagamento será feito de forma escalonada. Os benefícios serão liberados gradualmente pelas agências da Caixa Econômica Federal, ordenados pelo número final do PIS. De acordo com o calendário, recebem os trabalhadores cujos últimos dígitos do PIS sejam 1 e 2. O processo segue até 21 de janeiro, quando recebem os trabalhadores que tenham os dígitos finais do PIS 9 e 0.

Fonte: G1

Documento, assinado por seis centrais, foi entregue ao presidente nesta terça-feira (17); sob este regime, proposta tramita no Congresso Nacional de forma mais rápida.

Por Luciana Amaral, G1, Brasília

17/01/2017 17h25  

 O presidente Michel Temer recebeu nesta terça-feira (17) um documento assinado por seis centrais sindicais no qual as entidades pedem ao Palácio do Planalto que retire a prioridade do projeto enviado no ano passado ao Congresso Nacional que trata da reforma trabalhista (veja ao final desta reportagem a reprodução da carta).

Os pontos da reforma foram apresentados em dezembro de 2016 por Temer e pela equipe econômica. A proposta estabelece 12 pontos que poderão ser negociados entre patrões e empregados e, em caso de acordo, passarão a ter força de lei.

Quando um projeto é enviado ao Congresso sob regime de prioridade, tramita de forma mais rápida na comparação com um projeto normal, pois exige menos sessões para análise do conteúdo nas comissões.

No documento enviado a Temer, porém, as centrais argumentam que a tramitação regular da reforma trabalhista possibilitará "a devida participação sindical e da sociedade num tema sensível e central ao mundo do trabalho".

Assinam a carta a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Força Sindical, a União Geral do Trabalhadores (UGT) e a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST).

O documento foi levado ao presidente Temer nesta terça pelo presidente da Força Sindical, o deputado Paulinho da Força (SD-SP). Após o encontro, o parlamentar disse a jornalistas ter avaliado que o presidente está "sensível" ao pleito das centrais.

"A reforma trabalhista junto complicaria a nossa vida. Estamos pedindo a retirada para discutir, conversar", acrescentou o representante da Força Sindical.

Reforma da Previdência

Ainda segundo Paulinho da Força, na reunião que teve com o presidente Michel Temer, o deputado pediu ao peemedebista que aceite diminuir a idade mínima de 65 anos proposta pelo governo na reforma da Previdência Social (o texto está em análise na Câmara).

Para a Força Sindical, explicou Paulinho, em vez de 65 anos para homens e mulheres , os homens deveriam se aposentar aos 60 anos e as mulheres, aos 58.

"Não podemos aceitar 65 anos até porque as mulheres têm dupla jornada em casa, com a família", argumentou.

Nesta segunda, contudo, Temer concedeu uma entrevista à agência Reuters na qual descartou reduzir a idade mínima, considerada por ele "fundamental".

 

O plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 21/12, o Projeto de Lei (PL) 247/15, que visa a proibição de postos de combustíveis abastecerem os veículos após a trava de segurança da bomba ser acionada. A proposta, que tem por objetivo ajudar a romper com a prática de abastecer o veículo “até a boca”, quando aumenta em até vinte vezes a possibilidade de contaminação do trabalhador pelo benzeno, substância cancerígena presente nos combustíveis, é de autoria do deputado estadual Marcos Martins em parceria com a Federação Estadual e dos Frentistas – Fepospetro. Presidida por Luiz Arraes, a Fepospetro reúne dezesseis sindicatos em São Paulo, onde representa cem mil trabalhadores em Postos de Combustíveis. Para o dirigente sindical, a aprovação é de fundamental ajuda ao objetivo da categoria de ampliar para todo o país a medida, que ajuda a proteger da exposição ao benzeno trabalhador, consumidor e também o meio ambiente: “Vamos manter a mobilização até que a proposta de fato vire Lei”, afirmou, sobre o trâmite que envolve agora sanção ou veto, pelo governador, no Palácio dos Bandeirantes, para onde seguiu a proposta aprovada nesta quarta (21) pela ALESP.

Avanços

Importante bandeira de luta da Federação Nacional dos Frentistas – Fenepospetro – entidade que representa mais de quinhentos mil trabalhadores em todo o País –, a proibição da prática do abastecimento após o desarme da bomba de combustíveis já vigora em quatro cidades do Estado de São Paulo, em outras cinco em Minas Gerais, incluindo Belo Horizonte, e nos Estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Paraná, além do Distrito Federal.

Assessoria de Imprensa Fepospetro- Leila de Oliveira

20/12/2016 

Os brasileiros que trabalharam pelo menos dois meses com carteira assinada em 2014 têm até o próximo dia 29 para sacar, na rede bancária, o benefício de um salário mínimo (R$ 880) referente ao Programa de Integração Social (PIS), administrado pela Caixa Econômica Federal e ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), administrado pelo Banco do Brasil.

 

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e o Pasep, aos do setor público. Segundo informações do Ministério do Trabalho, até o início de dezembro, mais de 930 mil pessoas com direito aos recursos ainda não tinham feito o saque. Caso os beneficiários não saquem o dinheiro até a data limite, os valores serão destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 

A data final para o saque é 30 de dezembro. No entanto, como será um sábado e não haverá expediente bancário, só poderão sacar nesse dia as pessoas que têm Cartão Cidadão com senha registrada. Neste caso, poderão se dirigir aos caixas eletrônicos da Caixa ou a agências lotéricas. O Ministério do Trabalho, contudo, recomenda que os trabalhadores não deixem o saque para o último dia, pois caso haja problemas na operação não haverá tempo hábil para a resolução.

 

Segundo o ministério, é comum os atendentes bancários pensarem que se trata do benefício referente a 2015 e, após checar os dados do trabalhador, informar que ele não tem direito ao saque. Nesse caso, a orientação é explicar que se trata do abono salarial do ano-base 2014. Caso ainda assim os dados não sejam localizados, é possível pedir para fazer uma atualização cadastral no próprio banco.

 

O trabalhador também pode checar se tem direito ao abono pela internet, informando o número do CPF ou do PIS/Pasep e a data de nascimento. Ele também pode procurar a Central de Atendimento Alô Trabalho, no número 158.

 

Fonte: Agência Brasil

 

A falta de conhecimento de legislação sobre direitos e deveres do empregado tem levado muitos trabalhadores a prejuízos financeiros como perdas de direito a férias, 13º salário e até a risco de demissão por justa causa. O alerta é do Sinpospetro/MS (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Mato Grosso do Sul), que apela para que as pessoas procurem se informar a respeito do assunto para não sofrerem danos como vem acontecendo com dezenas de pessoas nesse setor em todo o Estado.

Um dos problemas mais comuns ocorre quando o empregado recebe aviso prévio e comete o erro de achar que não precisa mais voltar à empresa para cumprir o aviso. “Essas faltas são computadas e podem resultar sim, como tem acontecido, em perda de direito a férias, 13º salário e outros benefícios”, explica José Hélio da Silva, presidente do Sinpospetro/MS.

O sindicato, segundo ele, está preocupado com o grande número de trabalhadores que tem procedido dessa maneira errada quando recebem aviso prévio da empresa e que são surpreendidos na hora do acerto de contas, com direitos perdidos por conta desse ato cometido no final de seu trabalho na empresa. José Hélio acredita que esse problema deve ser comum também em outros segmentos da economia de Mato Grosso do Sul.

Outro problema comum entre os empregados é a falta sem justificativa para a empresa. O empregado pode ser advertido e pode receber inclusive uma demissão por justa causa, o que prejudicaria enormemente o trabalhador, que seria punido financeiramente.

A diretoria do  Sinpospetro/MS afirma que está sempre à disposição dos empregados em postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul para esclarecer qualquer dúvida e para orientar o trabalhador nessas e em outras situações, para que não tenha prejuízos no exercício de suas atividades profissionais. O telefone da entidade é (067)3042-0600. “Nesses tempos de crise, não podemos perder dinheiro por falta de informação, de conhecimento”, afirma José Hélio.

Assessoria de Imprensa Sinpospetro-MS

O Sinpospetro de Espírito de Santo/ES participa nesta quarta-feira (14), as 10h, em Vitória/ES,  da reunião que abre com a patronal, Sindipospostos, as Negociações Salariais  2017 dos sete mil trabalhadores em postos de combustíveis do Estado. O encontro, na sede do Sindipostos, contará com a participação do Secretário Financeiro Adjunto da Federação Nacional dos Frentistas- Fenepospetro -, José Felipe da Silva, também presidente do Sinpospetro de São José dos Campos/SP.  Com data-base em 1° de janeiro, a categoria tem  como principais reivindicações os itens: reajuste de salário de 20%, gratuidade do vale-transporte, gratuidade do Plano de Saúde e do Plano Odontológico, Participação nos Lucros e Resultados (PLR), adicional de caixa e de dupla função. Wellington Bezerra, presidente do sindicato, prevê um ambiente  de difícil negociações, este ano, e avisa, entretanto, que o sindicato não  permitirá retirada de direitos: "Lutaremos por novas conquistas, em continuidade ao processo de  valorização da categoria”, afirmou. 

Assessoria de Imprensa da Fenepospetro - Leila de Oliveira 

A justiça da 1ª Vara do Trabalho de  Belém, no Pará, condenou a empresa Irmãos Teixeira – Itex LTDA, dona de cinco postos de Combustíveis na cidade, ao imediato fornecimento do Vale-Refeição aos funcionários das suas unidades. A decisão é relativa ao período de maio a agosto de 2016, meses em que os trabalhadores ficaram sem receber o benefício, garantido pela  Convenção Coletiva da categoria.  Impetrada pela subsede da Federação Nacional dos Frentistas  de Belém (Fenepospetro-Belém), entidade dirigida por Abelardo Silveira, a ação trabalhista  beneficia cerca de  cinquenta trabalhadores.  Na decisão judicial,  sobre a qual cabe recurso, a  juíza  Amanaci Giannaccini obriga também a empresa ao pagamento de multa convencional correspondente a 50% do salário básico em favor do empregado prejudicado e, ainda, a imediata instalação, nos postos, de assentos para descanso dos trabalhadores, em cumprimento à NR 17, norma da legislação atual em medicina do trabalho.

Para o dirigente sindical Abelardo Silveira, o resultado, ainda que preliminar, reflete a firme atuação da Federação Nacional dos Frentistas,  e deve servir a “encorajar a luta da categoria em prol dos trabalhadores,  aonde quer que eles estejam.”

Assessoria de Imprensa Fenepospetro – Leila de Oliveira

 

Rua Felipe Schmidt, 303- sala 1101/1102 - Edifício Dias Velho - Centro - Florianópolis/SC

Telefone: 48 | 3028-4039